quinta-feira, 6 de julho de 2017

Wellington Dias consegue R$ 3 milhões para Hospital Dirceu Arcoverde em audiência com ministro da Saúde

André OliveiraO governador Wellington Dias participou, nessa quarta-feira (4), em Brasília, de audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para apresentar projetos relevantes para a estruturação e melhoramento dos serviços de saúde no estado do Piauí e verificar o andamento de projetos já aprovados. Na oportunidade, foram liberados R$ 3 milhões para o Hospital Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, e garantida a habilitação dos 10 leitos de UTI do Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri.
O chefe do Executivo estadual esteve acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto; do senador Ciro Nogueira e dos deputados Mainha, Paes Landim e do deputado estadual José Hamilton Castelo Branco. Dias destacou que o projeto de estruturação prepara o Hospital Dirceu Arcoverde para a responsabilidade de ser um centro de referência para todo o Piauí, Ceará e Maranhão. "E também já deve ser preparado para um processo futuro de federalização", explica o governador.
O secretário da Saúde ressaltou todo o trabalho que está sendo feito nos municípios e investimentos nos equipamentos. " O Governo do Estado vem investindo muito na saúde e apresentamos aqui um projeto consistente de ampliação do Hospital Dirceu Arcoverde, na ordem de R$ 35 milhões, que somados a estes R$ 3 milhões, tornam o hospital uma referência para o estado. Estamos contando com o apoio do Ministério da Saúde para que, efetivamente, possamos melhorar e, cada vez mais, prestar um serviço de excelência para a população", ressaltou Florentino Veras.
Mais investimentos
Na oportunidade, também foram tratados sobre a habilitação do HGV para realização de cirurgia bariátrica; habilitação de UTI Adulto do Hospital Regional Chagas Rodrigues, de Piripiri; projeto de atenção maternidade de alto risco, da Maternidade Evangelina Rosa; proposta de equipamentos para os hospitais de Corrente, Bom Jesus, Urucuí, Canto do Buriti, São Raimundo Nonato e São João do Piauí; reforma dos hospitais de Luzilândia e Amarante.
ccom